O consumo de crack e outras drogas vêm aumentando consideravelmente na sociedade contemporânea. As drogas podem ser depressoras ou estimulantes; ambas, quando consumidas exageradamente, vem a acarretar sérios riscos à saúde do usuário. A dependência química é considerada uma doença, e que, portanto, necessita de tratamento, de maneira que, em muitos casos, vem a provocar graves alterações no comportamento do sujeito.

A família e comunidade são importantes no processo de cuidado ao usuário, uma vez que a família é comumente afetada em decorrência de violências, desgastes emocionais e, até mesmo, medo de ser julgada pela sociedade; na maioria das vezes, é um membro da família que busca efetivamente o tratamento para o dependente, pois, estes nem sempre conseguem aderir ao tratamento por estarem movidos por uma ilusória gama de sensações que envolvem prazer, mas que desemboca, em seguida, para quadros por vezes agudos dos mais diversos tipos de mal-estar.

Na Humanitá, fazemos atendimentos aos usuários de álcool e outras drogas, e orientação às famílias, de acordo com a queixa e singularidade de cada sujeito.